Peso dos Não Residentes nas compras de imóveis em Portugal

Através dos dados recolhidos pela Direção Geral da Política de Justiça do Ministério da Justiça, o INE preparou um destaque de informação onde aborda a performance do Não Residente na aquisição de imóveis em Portugal, desde 2012.

Nota prévia – Os dados recolhidos são um pouco mais abrangentes do que as transações de imóveis publicadas pelo INE no Índice de Preços da Habitação, visto que neste contexto, é possível obter informação sobre prédios urbanos, mistos e rurais e, no caso dos prédios urbanos incluem outros tipo de uso além de habitação, como comércio, serviços, indústria e terrenos para construção.

Desde 2012, ano em que se passou a registar informação sobre Não Residentes, é visível o crescimento nas aquisições de imóveis, quer em quantidade, quer em valor. Se em 2012 os Não Residentes eram responsáveis pela aquisição de 6.902 imóveis no valor de 789 M€, em 2017 concluíram o ano com 17.388 imóveis no valor de 2.789 M€ (+151% e 249% respetivamente).

Em 2017, 7,7% dos imóveis transacionados em Portugal foram vendidos a não residentes, correspondendo a 11,5% do valor total transacionado (7,3% e 12,5%, respetivamente, em 2016). O peso das transações dos Não Residentes tem vindo a aumentar gradualmente desde 2012.

No que diz respeito à origem, nos últimos 2 anos, os Franceses são o povo que mais tem comprado, representando 19,6% do valor das transações. Aliás, a França deste 2012 que está no top 5 nas aquisições de Não Residentes. A completar o pódio em 2017 temos o Reino Unido com 16,2% e o Brasil com 6,9%.

O valor médio dos imóveis vendidos a não residentes em 2017 (160 407€) foi quase 50% superior ao valor médio das transações globais (107 381€). No mesmo anos, 6,8% dos imóveis vendidos a não residentes tinham um valor unitário igual ou superior a 500 mil euros, correspondendo-lhe a 36,3% do valor total.

0
André Maia

André Maia

Consultor Imobiliário da Home Hunting, especialista no concelho de Lisboa. Apaixonado por números e conhecimento, tem mais 8 anos de experiência como consultor no setor da Banca, ligado a projetos de tecnologia e risco. Adora poder dar o seu contributo e está sempre pronto a ajudar, estando habituado a que o seu trabalho tenha um impacto grande na vida das organizações e das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Post comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.