Como diminuir a sua pegada ecológica

Atualmente todos nós consumimos muito mais do que aquilo que é produzido. Os recursos naturais são utilizados exaustivamente, não tendo tempo para se renovarem. Estamos a atingir o limite de recursos renováveis do planeta e isso deve ser uma preocupação de todos. É necessária uma mudança! Podemos continuar a usar os recursos naturais, mas de forma controlada, assegurando a sua existência para as próximas gerações.

As alterações climáticas são a maior consequência ambiental das nossas ações e todos nós temos sentido essas consequências e impactos no nosso dia a dia (ondas de frio seguidas de ondas de calor intensas, incêndios devastadores e cheias descontroladas).

A sustentabilidade ecológica surge assim da preocupação em adotar práticas que não agridam o meio ambiente e mantenham a qualidade de vida. Podemos começar por mudar alguns dos nossos comportamentos do dia a dia e, apesar de não conseguirmos reverter a situação até agora, podemos atenuar os efeitos futuros.

Conheça algumas dicas para diminuir a sua pagada ambiental:

  • Troque os sacos de plástico por sacos reutilizáveis – carregue sempre consigo um saco reutilizável, assim, sempre que tiver de ir ao supermercado não necessita de comprar sacos, além de poupar dinheiro, ainda ajuda o ambiente;
  • Plante os seus próprios legumes, frutas e ervas aromáticas – caso tenha a possibilidade de ter uma horta em casa, plante os seus próprios alimentos e dará mais vida a sua casa;
  • Compre os seus alimentos em mercados biológicos – ao comprar produtos em lojas, mercados e agricultores locais encontra produtos mais frescos e saborosos e está a ajudar a dinamização do comércio local. Sempre que possível prefira os produtos a granel em vez dos embalados, desta forma compra apenas a quantidade de que necessita e não irá desperdiçar o plástico ou cartão das embalagens;
  • Compre material reciclado e faça a reciclagem – faça a reciclagem em casa e reutilize todas as embalagens possam ter uma nova vida (por exemplo, embalagens de vidro e metal). Dê preferência a produtos feitos a partir de materiais reciclados;
  • Reduza o consumo de carne vermelha – faça pequenas mudanças na sua alimentação e, pelo menos de vez em quando, opte por refeições vegetarianas. A produção massiva de carne consome toneladas de água e produz muitos gases de estufa, por isso, tente reduzir o seu consumo de carne, ou dê preferência aquela de criação biológica;
  • Reduza o seu consumo energético – dê preferência a aparelhos eletrónicos de baixo consumo energético, desligue os equipamentos e luzes sempre que não necessitar e não deixe os botão de stand by ligados. Conheça mais dicas sobre poupança energética aqui;

 

  • Troque o carro pelos transportes públicos – andar de carro é uma atividade muito dispendiosa, os combustíveis são cada vez mais caros e a quantidade de gases tóxicos que são libertados por estes é elevada. Por isso, opte por partilhar o carro com colegas ou escolha os transportes públicos. Melhor do que os transportes públicos será mesmo andar a pé ou de bicicleta, assim não só poupa dinheiro, como também faz exercício;
  • Diminua o uso do ar condicionado/aquecimento – quando necessitar de arrefecer a sua casa, abra as janelas em vez de ligar o ar condicionado. No inverno abra as persianas e deixe o sol entrar, assim irá aquecer a casa sem necessidade de ligar o aquecimento;
  • Reduza o consumo de água – feche as torneira ao lavar os dentes e loiça e reduza a duração dos banhos. Ao implementar apenas estes dois passos já está a reduzir uma boa quantidade de água. Conheça outras dicas aqui;
  • Explore os recursos vegetais das florestas de forma controlada e garanta a sua replantação – evite o abate de árvores nas florestas ou, se o fizer, plante novas árvores para as substituir. Opte por comprar madeira de reflorestamento ou certificadas;
  • Evite o desperdício – compre apenas aquilo de que necessita e reduza as comprar supérfluas ou desnecessárias. O mesmo se aplica à alimentação, confira os prazos de validade dos produtos que tem em casa e utilize aqueles que estão mais próximos de ultrapassar a data. Não cozinha comida a mais e aproveite as sobras para fazer novas receitas;
  • Dê preferência a energia proveniente de fontes renováveis – se tiver possibilidade, instale painéis solares ou fotovoltaicos em sua casa e usufrua da sua própria energia. Se instalar baterias solares, poderá ainda guardar o excedente de energia acumulada para usar mais tarde. O ambiente agradece e a sua carteira também.

Através destes pequenos gestos poderá garantir um futuro mais verde para as próximas gerações.

 

Gostaria de saber qual o tamanho da sua pegada ambiental? Agora já pode calculá-la aqui. Basta responder a algumas questões simples sobre as suas ações diárias para ter uma estimativa do seu impacto no planeta.

Como vê, através da adoção de pequenas medidas podemos fazer uma grande diferença. Ao introduzir algumas destas ações no seu dia a dia, irão tornar-se parte da sua rotina diária. Passe a palavra e partilhe-as com os seus amigos e família, juntos podemos ajudar o nosso planeta, atenuar os seus efeitos negativos no ambiente e garantir os recursos necessários para as próximas gerações.

Se tiver outras dicas, partilhe connosco! Envie-nos as suas sugestões para info@homehunting.pt ou partilha nas redes sociais identificando a @HomeHunting e utilizando a hashtag #eusouverdeHH.

Siga-nos e fique a par das nossas dicas sustentáveis no nosso Blog, Facebook, Instagram e Linkedin.

0
Home Hunting

Home Hunting

Somos a sua agência imobiliária de Lisboa. Somos o seu parceiro imobiliário de confiança e fazemos pelo seu imóvel, um serviço de excelência. www.homehunting.pt/pt/agencia-imobiliaria-online

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Post comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Está a um passo de receber todas as
novidades da Home Hunting!