Bairro Azul | O Que Tem De Especial?

É nas Avenidas Novas que encontramos o Bairro Azul. Descubra mais sobre esta zona surpreendente de Lisboa.

O Bairro Azul foi o primeiro em Lisboa a ser classificado como conjunto urbano de interesse municipal. Edificado nos anos 30 e posteriormente ampliado na década e 60, por lá encontramos um vasto leque de edifícios e equipamentos importantes da cidade.

 

O que têm em comum a Mesquita Central de Lisboa, o Centro Comercial El Corte Inglés, a Escola E.B. 2/3 Marquesa de Alorna ou o hospital SAMS? Todos ficam no Bairro Azul, na freguesia de Avenidas Novas, antiga freguesia de São Sebastião da Pedreira. A homogeneidade arquitetónica é uma das características deste conjunto de prédios de aspeto burguês e assumidamente Art Déco, destinado a servir a classe média-alta do período salazarista e o seu apetite por glamour e luxo. Baixos-relevos em estuque ou cimento, painéis policromados de mosaico cerâmico, ornatos salientes, pilastras e frisos, balaustradas, frontões e alpendres abundam neste recanto de Lisboa, como sinal de opulência e gosto refinado.

Quase um século depois, o Bairro Azul mantém praticamente intacto o seu traçado elegante, dos tempos em que por aqui dominavam as boutiques chiques. Norte Júnior e Cassiano Branco são alguns dos ilustres arquitetos deste que é o único bairro de Lisboa onde, incrivelmente, não houve uma demolição.

Fotografia da Avenida Ressano Garcia em 1908. Fotógrafo: Paulo Guedes, in Arquivo Fotográfico da C.M.L. Fonte: Lisboa de Antigamente

A organização do Bairro Azul é delineada por três vias: Rua Fialho de Almeida, Avenida Ressano Garcia e Avenida Ramalho Ortigão, paralelas entre si e separadas por prédios de gaveto. Destacam-se, pela sua monumentalidade, os dois que definem a artéria central, e que determinam uma espécie de entrada, ou fachada nobre. Estas três ruas integravam um projeto mais alargado que deveria ter abrangido a Avenida da Liberdade e o Parque Eduardo VII sob a batuta de arquitetos como J. C. Forrestier, os irmãos Mac Bride ou Cristino da Silva. O geometrismo caracteriza os prédios em média com 4/5 pisos neste bairro cujo nome, poucos saberão, remete para a cor original das persianas dos edifícios.

 

Quer continuar a descobrir Lisboa? Descubra os segredos do bairro de Campo de Ourique.

 

 

0

Home Hunting

Somos a sua agência imobiliária de Lisboa. Somos o seu parceiro imobiliário de confiança e fazemos pelo seu imóvel, um serviço de excelência. www.homehunting.pt/pt/agencia-imobiliaria-online

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Está a um passo de receber todas as
novidades da Home Hunting!